No PDT, Edivaldo pode garantir a sua reeleição. Com o movimento, ganha musculatura política também o deputado federal Weverton Rocha, comandante supremo da sigla brizolista no MA.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior deverá mesmo disputar a reeleição pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT). Aliás, numa postagem de outubro de 2014, o Blog do Robert Lobato já havia apontando esse cenário para o ainda petecista (reveja aqui).

O acerto conta com o aval do governador Flávio Dino e demais lideranças e partidos alinhados ao Palácio dos Leões.

Vários legendas chegaram a oferecer abrigo partidário a Edivaldo, inclusive o PT, além do PSB e até mesmo o DEM, o que mostra que o atual momento de impopularidade que atravessa o prefeito da capital não é decisivo para comprometer seu projeto de reeleição.

Além das parcerias institucionais, ora em curso entre a Prefeitura de São Luis e o governo do Estado, os aliados confiam na reação administrativa do prefeito através de cumprimento de alguns compromissos de campanha, entre eles o da licitação dos transportes que Edivaldo garante sair no próximo mês de agosto. A licitação contemplará ainda o Bilhete Único e famoso GPS dos ônibus.

O fato é que vai se desenhando um cenário promissor para a renovação do mandato de Edivaldo. Não será tarefa das mais fáceis, principalmente com Eliziane Gama, Rose Sales, Ricardo Murad e João Castelo na cola do irmão.

Em tempo: A ida de Edivaldo para o PDT pode colocar em xeque o projeto “Rosângela Curado prefeita-12″, na cidade de Imperatriz. Mas isso é assunto para outra postagem…

Secretário Marcelo assinando o termo de cooperação técnica com a Fundação Nacional de Saúde.

Secretário Marcelo assinando o termo de cooperação técnica com a Fundação Nacional de Saúde.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema) assinou termo de cooperação técnica com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para colocar em funcionamento, no Maranhão, a Rede Estadual de Monitoramento e Controle da Qualidade das Águas Superficiais (REMQAS) e para elaborar os Planos Municipais de Saneamento Básico e Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos nos municípios maranhenses.

O acordo foi assinado pelo secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Marcelo Coelho, e o superintendente estadual da Funasa, Jair Vieira Tánnus Junior durante o encontro polo do Plano Municipal de Saneamento Básico, em São Luis. O acordo terá a duração de 60 meses, podendo ser prorrogado de acordo com a necessidade das duas instituições.

O objetivo é garantir que a água distribuída à população do Maranhão, esteja dentro dos padrões exigidos pela saúde pública e apoiar a execução dos Planos de Saneamento Básico e Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos em 150 municípios.

AhnWSbcLnX6XGsMB1h_KHkFnIdnZGyeu2Ff17q-Ap4eQPara Marcelo Coelho, a parceria permite que a RENQAS seja uma realidade no Maranhão e vai contribuir para que os municípios realizem ações de controle de qualidade da água distribuída à população, o que contribui com as diretrizes do governo Flávio Dino no sentido de garantir a melhoria da qualidade de vida dos maranhenses. Segundo ele, o acordo também proporcionará que os Planos Municipais de Saneamento Básico e Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos sejam uma realidade. A iniciativa abre espaço para eliminar os “lixões abertos”, estimulando a criação de aterros sanitários que obedeçam à legislação vigente.

Mapa com os pontos de coleta da Rede de Monitoramento da Qualidade das Águas Superficiais

Mapa com os pontos de coleta da Rede de Monitoramento da Qualidade das Águas Superficiais

A Sema disponibilizará meios para monitorar, em todo estado, 250 pontos de coletas de águas superficiais, de forma crescente e consistente, atendendo as finalidades da RENQAS. Ao mesmo tempo, vai disponibilizar, treinar e capacitar técnicos e fazer repasse dos insumos utilizados no laboratório de análises hídricas da FUNASA.

A FUNASA, entre outras atribuições vai disponibilizar seu laboratório para a realização permanente de análises hídricas, das amostras enviadas dos pontos de coleta.

A avaliação dos planos municipais de saneamento básico e os planos de gerenciamento de resíduos sólidos serão realizados em conjunto pela Sema e Funasa. As ações resultantes do termo de cooperação técnica terão início no começo de agosto.

 A afirmação é do deputado Wellington sobre a adesão do Maranhão à Independência

IMG-20150728-WA0008

Reunião na zona rural, durante o projeto Conversando com a Comunidade.

O deputado estadual Wellington do Curso (PPS) utilizou as redes sociais, na manhã desta terça-feira (28), para destacar a adesão do Maranhão à Independência e ressaltar os desafios a serem superados.

Na oportunidade, o parlamentar enfatizou as riquezas maranhenses e as características peculiares do Estado, além de reafirmar o seu compromisso com a árdua missão que o parlamentar desempenha diariamente, ao propor medidas que aspiram um “Maranhão melhor para todos”.

“Comemora-se hoje o dia de adesão do Maranhão à Independência. Com características peculiares e uma riqueza extraordinária, o Maranhão ainda tem muito a superar. Ainda temos a educação como desafio; a saúde pública de qualidade ainda soa como um sonho e a segurança pública, por sua vez, ainda é instável.
Após 192 anos de independência, ainda encontramos requintes de submissão social. O pobre ainda é submetido às escolas de péssima qualidade e à omissão por parte do Estado quanto ao básico. Ser independente é ter autonomia para mudar quando preciso e manter-se quando necessário. Ser independente é deixar para trás o mal que é o analfabetismo. Independência é liberdade plena no acesso à educação, à saude e o cumprimento daquilo que é básico. É dar oportunidades para o pobre, para o jovem, para o filho do pedreiro. É conceder oportunidades de trabalho e enfatizar a geração de emprego e renda”, destacou.

O deputado ressaltou, ainda, que o Maranhão precisa ganhar destaque nacional, mas um destaque proveitoso.

“Chega de recebermos destaque para mostrar o sistema penitenciário falido que sustentamos; um destaque que mostra a necessidade da Reforma Política e deixa claro que nós ainda estamos soletrando quando o assunto é educação. Merecemos destaque? Sim, mas um destaque que revele que reduzimos os altos índices de violência; que mostre que nossos maranhenses superaram as dificuldades através da educação e, assim, mudaram de vida; destaque que enfatize que o pobre de ontem tornou-se o empresário de hoje. Merecemos um destaque que exale a real independência e, assim, o Maranhão melhor, pois é nisto que pautamos nossas ações no Parlamento: em uma busca incessante por um Maranhão melhor para todos”, declarou.

Em mais uma das suas “expedições”, o Fórum conheceu experiências empreendedoras de produção de mel, piscicultura e fruticultura.

Caravana do Fórum no povoado Pacas - Cópia

Caravana do Fórum no povoado Pacas.

No último sábado (25/7), o Fórum em Defesa da Baixada Maranhense esteve em Anajatuba para fazer uma visita técnica aos arranjos produtivos desenvolvidos no município por intermédio da atuação do Dr. Eduardo Castelo Branco, zootecnista e membro da entidade baixadeira. São experiências de sucesso comprovado na emancipação econômica das comunidades beneficiadas, com forte impacto na superação da extrema pobreza rural.

A caravana de militantes do Fórum da Baixada conheceu os projetos do Igarapé do Troitá, da produção de mel no povoado Teso Bom Prazer e da piscicultura nativa consorciada com fruticultura no povoado Pacas. Esses projetos foram implementados durante os governos de Zé Reinaldo e Jackson Lago, com o incentivo e apoio decisivo do falecido deputado estadual João Evangelista, baixadeiro natural de São João Batista.

Dona Maria Bastos, presidente da Associação de Pacas, com Eduardo e Flávio Braga, o empreendedor Eduardo Castelo Branco e presidente do Fórum, Flávio Braga.

Dona Maria Bastos, presidente da Associação de Pacas, com o empreendedor Eduardo Castelo Branco e presidente do Fórum, Flávio Braga.

O Igarapé de Troitá vai da sede do município de Anajatuba até o estuário do rio Mearim. Mede 8km de comprimento, 10m de largura e 2m de profundidade, e foi dragado para garantir a retenção da água doce durante todo o ano, proporcionado a permanência e reprodução dos peixes nativos durante o verão e outras pequenas criações (bois, porcos, patos etc). A obra teve um custo de 400 mil reais, valor considerado irrisório diante do grande alcance social do projeto. É uma prova de que com vontade política e poucos recursos se pode melhorar bastante a vida da população da Baixada.

Carava do Forum navega no Igarapé do Troitá.

Carava do Forum navega no Igarapé do Troitá.

O senhor José Antonio de Jesus, conhecido como Curica, proferiu uma verdadeira aula sobre produção de mel de abelha no povoado Teso Bom Prazer, que garante o sustento das famílias da localidade, mediante a exportação dos vários produtos apícolas (mel, própolis, cera etc) para fora do Maranhão. Essa experiência demonstra o imenso potencial da Baixada para a exploração da apicultura como atividade econômica.

No povoado Pacas, os membros do Fórum foram conhecer um projeto consorciado de piscicultura nativa e fruticultura (banana, açaí e maracujá). Esse arranjo foi desenvolvido durante o governo de Jacson Lago a um custo de 200 mil reais e garante o sustento e renda de uma comunidade formada por 42 famílias.

Em uma área de apenas 3 hectares, foram escavados 5 canais de 400m de comprimento, 12m de largura e 2m de profundidade, onde os peixes nativos se reproduzem e permanecem por conta da profundidade maior que a dos campos naturais. Nesse arranjo produtivo são produzidas 4500 bananas por mês e 15 toneladas de peixes por ano, sem qualquer ônus para os beneficiários do projeto.

Ao final da visita técnica, o presidente do Fórum da Baixada, advogado Flavio Braga, agradeceu a acolhida do Dr. Eduardo Castelo Branco e das comunidades, destacando que a principal necessidade da Baixada é a retenção de água doce nos campos, a fim de que projetos como os de Anajatuba possam ser replicados, com impacto imediato na qualidade de vida da população baixadeira.

“O Fórum em Defesa da Baixada se encheu de esperança com os projetos que conheceu e pudemos perceber que as soluções para a pobreza do povo da Baixada são simples, baratas e de fácil resolução, basta vontade política dos nossos gestores públicos”, ressaltou Flávio Braga.

E assim o Fórum da Baixada segue dando excelentes contribuições ao desenvolvimento da região, e por conseguinte, ao nosso estado.

É isso aí!

por Paulo Rodrigues

sarauNo dia 1º de agosto, é comemorado o dia do poeta da Literatura de Cordel. A literatura de cordel é um gênero literário muito popular, que chegou aqui pelas mãos dos Portugueses e se instalou bem no Nordeste brasileiro. O nome “cordel” deriva da forma como tradicionalmente os folhetos eram expostos para venda, pendurados em cordas, cordéis ou barbantes.

Em Santa Inês a data não passa em branco, porque o assessor especial da Secretaria de Cultura, o cordelista Moizes Nobre realiza pelo terceiro ano seguido, um sarau em comemoração ao dia deste artista popular, que reinventa a vida através das sextilhas.

Artista popular Moizes Nobre: grande nome do cordel maranhense,

Artista popular Moizes Nobre: grande nome do cordel maranhense,

Este ano o evento acontece em São Luís (teatro da cidade) no dia 31 de julho, às 19h. Em Santa Inês, acontece na Praça da Saudade às 19h30. Estarão reunidos os melhores representantes deste gênero tão importante para as letras do país, tais como: Raimunda Frazão, Tibúrcio Bezerra, Walbert Guimarães, Paulinho Nó Cego, Colibri do Norte, Poeta de Paula (São Luís), Alemão (Pindaré), Silvestre, Inácio, Luís Henrique, Celso Ares e Jojoh Fersan (Santa Inês).

O Convidado especial desta edição é Oliveira de Panelas, que é atualmente a maior referência do repente de viola do mundo. Além da apresentação de poemas, irá ministrar uma aula show sobre a evolução do cordel. De forma, que o público sai do evento com uma visão nova a respeito dos cordelistas.

“Estou honrado, porque faço parte da história e da evolução deste gênero no Maranhão. Minha missão é inserir esta arte tão popular em todos os lugares possíveis e impossíveis. Tenho uma paixão especial por essa forma de literatura, que aprendi a gostar desde a minha infância. Convido a todos para participar deste evento tão singular, que irá acontecer na Praça da Saudade, lugar de cultura”, finalizou Moizes Nobre.

bueiro1

bueiro2Esta Imagem do Dia é de um trecho da avenida que liga o bairro Solar dos Lusitanos ao Parque Vitória, importante via alternativa para motoristas que evitam a Avenida São Luis Rei de França.

Um bueiro fica no final da Rua Capitão Laurixto (entrada do Restaurante Panela de Minas) chegando na Avenida Principal do Solar do Lusitanos, e já causou vários acidades e danos, não somente materiais, mas também físicos, principalmente de motociclistas que já tombaram e se feriram no “Bueiro Assassino”, como é chamado pelo moradores.

Fica o registro e apelo do Blog do Robert Lobato para que as autoridades competentes tomem as devidas providências.

 

IMG-20150727-WA0201

Roberto Rocha ladeado pelo governador Geraldo Alckimin e o prefeito Luiz Rocha Filho.

Depois de um fina de semana conturbado na blogosfera local, o senador Roberto Rocha (PSB) incia esta semana com com uma agenda, digamos, mais leve.

O senador maranhense recebeu nesta segunda-feira (27), no hospital Sírio Libanês, onde se recupera de uma cirurgia para controle do diabetes, a visita do governador de São Paulo Geraldo Alckimin. Amigos, o senador e o governador conversaram durantes cerca de duas horas sobre o cenário político e econômico do Brasil, modelos de gestão, além de assuntos mais pessoais, como família e saúde.

RR_SPRocha sempre manteve uma relação próxima e cordial com o governador paulista, mesmo após ter deixado o tucanato para filiar-se ao PSB.

Geraldo Alckimin chegou ao Sírio Libanês acompanhado de sua secretária particular e de João Câmara, maranhense radicado em São Paulo amigo em comum do governador e do senador. Já estavam com Roberto Rocha o médico Roberto Kalil Filho, o irmão do senador e prefeito de Balsas, Luiz Rocha Filho, e a esposa do senador, Ana Cristina.

IMG-20150727-WA0204